Contribua para nossas ações.

Postagem em destaque

Hospital usa alimentação confortável para ativar memórias afetivas de pacientes

Essa alimentação que desperta lembranças afetivas é chamada de Comfort Food. 09/05/2019 Fonte: Grupo Independente Foto: Ilustrativa Sabe a...

sexta-feira, 10 de maio de 2019

Hospital usa alimentação confortável para ativar memórias afetivas de pacientes

Essa alimentação que desperta lembranças afetivas é chamada de Comfort Food.
09/05/2019
Fonte: Grupo Independente

Foto: Ilustrativa

Sabe aquela comida deliciosa que só a sua mãe faz ou aquele prato que é a especialidade do seu pai? Ou o sabor do lanche preferido dos seus filhos? Pois essa alimentação que desperta lembranças afetivas é chamada de Comfort Food.

O termo que surgiu em 1966, nos Estados Unidos, hoje é uma das maiores tendências em alimentação moderna. Em Caxias do Sul, o conceito de Alimento Confortável tem mudado o dia a dia de cerca de 45 pacientes internados nos setores de longa permanência, oncologia, cuidados paliativos e pediatria do Hospital da Unimed.

Essa relação entre a comida e o estado emocional se tornou um aliado do Serviço de Nutrição da instituição. As nutricionistas trabalhavam com o conceito de Comfort Food, de maneira isolada, ou seja, com alguns pacientes de cada profissional. Elas perceberam que podiam potencializar as atividades e criar cardápios e esquemas alimentares com comidas caseiras, que os pacientes possam comer para que se sintam mais perto de casa.

Fonte: O Pioneiro

sexta-feira, 26 de abril de 2019

Izaura Demari. Infuencer da melhor idade que sempre diz sim à vida

Fonte: ANN do Brasil
Marcio Demari - Florianópolis - SC
Postada em 26/03/2019 ás 10h38 - atualizada em 23/04/2019 ás 11h40
FacebookTwittergoogle_plusCompartilhar


Essa senhora simpática, cheia de boa energia se transformou em um ícone que gera mais do que admiração.

Influencer Izaura Demari

Os clichês de inspiração, exemplo pela vida longeva e outros adjetivos de quem extrai o melhor da vida se aplicam à dona Izaura Demari, paranaense de Londrina, mas vivendo atualmente em Florianópolis, que, aos 78 anos de idade, entende exatamente o valor de cada momento vivido e melhor. Como selecionar bem aquilo que preenche cada dia.

Essa senhora simpática, cheia de boa energia se transformou em um ícone que gera mais do que admiração. Foge da cruel sentença que insistimos em dar à quem conseguiu avançar sobre o tempo e mostrar que sempre há algo novo a se aprender e viver.

Dona Izaura Demari resolveu compartilhar sua trajetória com as pessoas não por exibicionismo, mas por sentir que pode oferecer uma nova perspectiva não só para pessoas da sua faixa etária, mas para o público em geral, quer, certamente pode se ver em Dona Izaura um exemplo que podemos determinar muito mais o nosso caminho do que as pressões da juventude eterna profetizadas pelo mundo.

Izaura Demari transmite suas experiências em suas conta no Instagram(@voizaurademari), que conta com mais de 11 mil seguidores que acompanham sua jornada de viagens passeios e claro, dicas sobre lugares, roupas, chapéus(possui mais de 400 variações do adorno) e tudo que pode enriquecer o dia a dia dos que seguem a Vovò mais antenada do país.

Esses números a colocam como uma das poucas(senão a única) influencer digital da melhor idade no país com atividade constante tantos nas mídias sociais, quanto na vida real. Um marco sem dúvida.

De origem italiana, Izaura Demari é filha de Mário Demari e Cândida Conduta, que eram pioneiros de Londrina, construindo uma família numerosa composta por 9 irmãos. Izaura casou aos 20 anos com Waldemar Gomes e teve 3 filhos. Seu marido, Waldemar, faleceu com 76 anos, e apesar da saudade, não a impediu de seguir firme na caminhada com filhos, cinco netos e três bisnetos.

Os registros das viagens, passeios e eventos em que participa tem o auxílio do caçula dos filhos, Márcio Demari, que gerencia das redes sociais da “Vovó Demari”, além de dar uma ajuda quando ela quer escolher o melhor look, seja para viagens, ou o cultivo de orquídeas, dois dos maiores hobbys dessa senhora que não deixa a passagem do tempo travar suas atividades.

O maior propósito de suas postagens é incentivar outras senhoras e pessoas mais jovens a serem mais leves consigo mesmas, ainda mais com a dureza que a vida nos apresenta todos os dias. O otimismo sutil de cada postagem ou aparição de Dona Izaura é uma pedida para quem pode receber boas dicas de quem busca conhecer lugares para a melhor idade, ou para todas as idades. E como diz a Dona Izaura: “Que através das minhas postagens, possa Influenciar e inspirar as mulheres a mostrar sua beleza escondida”.

Quer conhecer mais a Dona Izaura? Acesse seu instagram: https://www.instagram.com/voizaurademari. E sigam sempre o conselho dela:

“Façam de suas vidas algo excepcional. Parem de se lamentar. Viva o agora, parem de se preocupar com o amanhã, ou se lamentar com o ontem.Façam amizades, adote um animal, doe bondade, sorria mais, façam mais viagens, mais caminhadas, vá às compras e diga sim à vida”. Izaura Demari


Por Anderson Gonçalves / Valinor Conteúdo

assessoria de imprensa: Marcio Demari 55- 48 - 988348552 / Florianópolis / Santa Catarina / Brasil


quinta-feira, 4 de abril de 2019

Quatro exercícios que ajudam na hora de falar em público

É importante demonstrar segurança e ideias claras durante um discurso

Fonte: Minha Vida
Escrito por Solange Dorfman Knijnik
Fonoaudiologia - CRFa 4348/SP

Muitas pessoas, quando colocadas em situações em que é preciso falar em público, ficam nervosas e acabam não falando toda a informação que desejavam transmitir aos ouvintes. 

A capacidade de falar com naturalidade e espontaneidade, demonstrando segurança e credibilidade no que é dito, é uma competência diretamente ligada à imagem que projetamos no ambiente empresarial e por isso é importante para a carreira.

Às vezes ouvimos oradores tão espontâneos que parecem ter nascido com este dom. Mas, na maioria dos casos, o sucesso dessas pessoas é conseguido através de horas de treino. A boa notícia é que esse treinamento pode ser feito para você também.

Aqui vão algumas dicas para que você consiga um discurso mais seguro e espontâneo:

A capacidade de falar com naturalidade e espontaneidade, demonstrando segurança e credibilidade, é diretamente ligada à imagem que projetamos no ambiente empresarial

1) Observar a flexibilidade vocal
A nossa voz é o mais completo dos instrumentos, possibilitando grande plasticidade e variabilidade, dependendo da nossa intenção. Você já notou como sua voz modifica-se de acordo com seu interlocutor? Não? Então note as diferenças que a sua apresenta ao falar com sua mãe, com o frentista do posto, com seu filho, com seu amor. E ao falar com o chefe ou com a equipe de colaboradores? A voz deverá ser mais grave, precisa e marcada, para transmitir credibilidade ao outro.

2) Nunca falar correndo
A fala apressada pode transmitir significados, tais como: desejo de finalizar o diálogo, insegurança, pouco interesse no que se diz ou, até mesmo, falta de clareza nas idéias. O ideal é uma velocidade média de fala, com pausas em pontos estratégicos do discurso, demonstrando firmeza e credibilidade.

3) Enfatizar partes do discurso
Ao elaborar o discurso, imagine que algumas palavras devem ser o foco de atenção do seu ouvinte, pois, se der a mesma entonação ao longo de toda a frase, pode parecer justamente o oposto: que nada é importante. 

Uma das estratégias possíveis de ser treinada é marcar a palavra que mais precisa chamar atenção na frase e dizê-la de modo diferenciado (variando a velocidade, intensidade ou o tom, dentre outros), dependendo do objetivo de seu discurso.

4) Usar sua articulação
A articulação revela muito de nós. Ao falar sem abrir a boca, transmito insegurança e diminuo o valor do meu próprio discurso. Os sons existem para serem bem articulados, principalmente, as vogais. Experimente fazer um treino em casa, falando apenas as vogais dos dias da semana e dos meses do ano.

sexta-feira, 15 de março de 2019

Se as garrafas PET poluem o Meio Ambiente e os refrigerantes “poluem” o organismo, porque em vez de programas de reciclagem não temos programas de educação alimentar e sustentabilidade?


Muitas vezes já me perguntei isso. Todo mundo sabe que as garrafas PET poluem e cada vez mais se criam maneiras de reciclar e reutilizar esse material em peças que muitas vezes são … como dizer … de extremo mau gosto…

Eu fico pensando se eu ganhasse um troço desses o destino seria com certeza o lixo, ou seja voltaria a poluir mesmo, apesar do trabalho e do tempo perdido de quem promoveu ou criou a reciclagem..

Por outro lado como vocês estão cansados de saber, a maioria das bebidas que vem nessas garrafas são refrigerantes e sucos com quantidades alarmantes de açúcar, que fazem muito mal à saúde das pessoas. Ah …mas tem a água mineral que também vem nas PETs, são práticas de carregar, afinal precisamos tomar bastante água para que nosso corpo funcione bem.

Também já sabemos que as garrafas de água são feitas de plástico chamado politereftalato de etileno, o PET que quando aquecido solta dois compostos químicos: o antimônio e o bisfenol A. O primeiro é reconhecido como cancerígeno pela Organização Mundial da Saúde. O segundo está relacionado à desregulação hormonal e a sérios problemas de desenvolvimento infantil.

Pesquisadores da University of Flórida testaram dezesseis marcas de água engarrafada mantidas a 70ºC por quatro semanas.Eles verificaram aumentos significativos nos níveis de antimônio e BPA que se transferiram do plástico para a água. “É preciso também prestar atenção em outras bebidas embaladas com PET, como o leite e o suco”, disse a pesquisadora-chefe Lena Ma, professora de ciências da água da universidade.Fonte: Huffpost Brasil

A cidade norte-americana de São Francisco, na Califórnia, baniu a venda de garrafas de água de uso individual a partir do dia 1º de outubro, depois de votação realizada no começo de março. Anteriormente, o município já havia proibido a utilização de sacolas plásticas.Após protestos e cobranças de ativistas, São Francisco se tornou a primeira grande cidade dos Estados Unidos a se mover em direção à proibição das garrafas plásticas.

A França também já proibiu a venda de copos, taças, pratos, talheres e outros utensílios descartáveis de plástico.As sacolinhas também já saíram de circulação. E no Brasil ainda continuamos utilizando montes de descartáveis nas escolas, empresas e festas em geral.




Porque não melhorar de uma só vez a alimentação e nossa consciência sobre a sustentabilidade? No Blog Coletivo Verde falamos sobre as águas aromatizadas, que matam a sede, são lindas e saborosas. Em vários lugares encontramos sucos naturais ou água de coco geladinha, do próprio coco. Porque não levar uma fruta? Uvas por exemplo.

Você pode fazer um carinho especial para o pessoal do escritório, que tal algumas jarras com água geladinha e ervas como hortelã, fatias de limão e laranja por exemplo. Quer levar no carro? Tem garrafinhas térmicas pequenas especiais para isso, ou então coloque em garrafas de vidro e leve ao freezer à noite (não esqueça de deixar um espaço para a bebida expandir quando gelada). Quando sair pela manhã tire do freezer que na hora de beber estará bem gelada.

Promova em sua Empresa o movimento “traga a sua caneca ou a sua xícara”, vamos ver quem tem o modelo mais diferente! Aposto que o dono da empresa vai adorar porque além de preservar o Meio Ambiente haverá uma redução considerável nos gastos com a manutenção da Empresa. Vai ter festinha? Providencie descartáveis sustentáveis feitos com fécula ou amido, ou mesmo aqueles tipo cristal que podem ser reutilizados.

Lembre-se quem vai mudar o Mundo é você, nossos filhos são nossos espelhos. Ninguém vai fazer no seu lugar, o futuro do nosso corpo e do nosso planeta dependem das nossas atitudes do presente. #partiumudança?

Imagens: Pixabay

segunda-feira, 11 de março de 2019

Você perde compromissos por causa da bagunça ou da vida agitada?


Com a vida cada vez mais agitada e cheia de compromissos o Personal Organizer coloca as prioridades e não deixa a bagunça tomar conta. 

Tenha um personal como seu aliado, seja na organização da casa ou ou da vida profissional. Agende uma conversa para entender melhor o nosso trabalho - nacozzi@hotmail.com

quarta-feira, 6 de março de 2019

Negócio automotivo feito por e para mulheres "Lugar de mulher é onde ela quiser"


Saiba como e porquê a Pilkington resolveu investir em uma rede de lojas que emprega mulheres em funções até então majoritariamente exercidas por homens, além de ter como público alvo principal as mulheres também.

Luciana Alves, Coordenadora de Marketing da Pilkington, explica a estratégia!
Por que a empresa decidiu focar no público feminino?
Infelizmente, ainda hoje em dia há muito preconceito em relação à presença feminina no mercado automotivo, seja como profissional ou como consumidora. Essa situação entristecia muito a Pilkington e, então, a empresa resolveu agir, pois não há, nem pode haver qualquer tipo de diferenciação entre os gêneros. O lugar da mulher é onde ela quiser! A Pilkington quer um mercado automotivo em que a mulher tenha o respeito e a importância que ela merece.

As mulheres tem conquistado espaço e apoio em todos os cenários e lutado por mais igualdade de direitos, principalmente os trabalhistas. São elas quem tomam a decisão no processo de compra, são consumidoras exigentes e estão sempre atentas às novidades do mercado.

O público feminino costuma ser mais atento, criterioso e exigente. Nossa experiência mostra que as mulheres tem sensibilidade para repararem em coisas que os homens não reparam. São mais detalhistas, querem perfeição nos produtos e nos serviços oferecidos. Isso nos motiva muito, porque a Pilkington preza muito por qualidade e o público feminino valoriza ainda mais nossos serviços.

Atenta a esse cenário, a Pilkington decidiu investir no público feminino. Pois, queremos desmistificar a lenda de que a loja de vidro é uma borracharia ou oficina mecânica, onde mulheres não ficam à vontade. O objetivo das lojas de serviços é fazer com que a mulher se sinta bem, em um ambiente limpo, organizado e padronizado.

Desde o início, percebemos que o mercado de trabalho, até então dominado por homens, passa a sentir a diferença de ter mulheres na linha de frente. A consumidora fica mais segura e se sente mais acolhida com a presença de uma instaladora na loja. Além do mais, as mulheres são mais cuidadosas e detalhistas no serviço. Com certeza, estamos quebrando paradigmas e pré-conceitos!

A maioria dos compradores no mercado automotivo são do sexo feminino. Esse foi um fator preponderante na tomada de decisão?
Com certeza, as mulheres são maioria no país, nas universidades e no universo das compradoras de veículo. Então, acreditamos estar no caminho certo, disponibilizando um atendimento de qualidade e considerando as mulheres como um público primordial para nossos produtos e serviços.

No mercado automotivo especificamente, elas são a maioria dos compradores (58%) e exercem influência direta em até 80% das compras e vendas de veículos. Então, não tínhamos dúvidas que investir no público feminino e na contratação de mulheres seria essencial e um diferencial estratégico do negócio.

Como foi o processo até a Pilkington chegar a essa estratégia de negócio voltada para as mulheres?
Foi natural. Para nós, uma multinacional do ramo automotivo que sempre teve mulheres em todas as frentes de trabalho, não é novidade valorizar as mulheres.

O que nos assustava era perceber que no mercado, fora da empresa, a realidade é outra.
Infelizmente, ainda são comuns casos de diversos tipos de desrespeito para com a mulher em oficinas mecânicas, por exemplo, que vão de assédio propriamente dito até a ideia preconceituosa de que “mulher não entende de carro”, e, por isso, o profissional entende que pode tirar vantagem da situação fazendo um serviço desnecessário no carro da cliente, ou cobrando mais caro do que o que seria justo naquela situação.

Por todas essas razões, muitas mulheres também não se sentem confortáveis para tomarem decisões sobre seus veículos ou até mesmo para frequentarem estabelecimentos que prestem esses serviços. Essa triste discrepância, entre a realidade da Pilkington e o problema encontrado no mercado, foi um motivador natural para traçarmos essa estratégia.

Vale lembrar que esse tema não é recente, pois desde 2016, a Pilkington tem se aproximado do público feminino com o blog “Agora é com Elas” (http://agoraecomelas.com.br), a newsletter “Agora Mulheres” e em suas redes sociais. Além disso, a empresa possui um Comitê Global de Inclusão e Diversidade, que tem trabalhado com o objetivo de oferecer um ambiente de trabalho e cultura mais inclusivos e debatemos sobre a inclusão da mulher no mercado de trabalho desde o início.

Como funciona esse empoderamento feminino no dia a dia da empresa?
Na Pilkington não há qualquer tipo de distinção entre os gêneros. Aqui, nós mulheres sempre nos sentimos perfeitamente incluídas, respeitadas e valorizadas.

As mulheres estão em todas as frentes de trabalho na empresa: em cargos de liderança, como coordenadoras, gerentes e diretoras, e nas mais diversas áreas, como nas linhas de operação, fabricação e manutenção, centros de distribuição, logística e administrativo.

A empresa oferece ferramentas adaptadas e modernas, que diminuem o esforço físico da colaboradora, e investe em treinamentos constantes.

Todas as nossas lojas tem pelo menos uma mulher como instaladora de vidros automotivos, cargo que, no mercado, é majoritariamente masculino.

Neala Marques, que atualmente é Coordenadora das Lojas em todo Brasil, foi a primeira instaladora e atualmente é multiplicadora do projeto e instrutora do centro de treinamento, afirma: “o projeto tem alma feminina desde o início”.
Além disso, nos processos seletivos oferecemos oportunidades iguais para homens e mulheres nas entrevistas e não há desigualdade salarial entre homens e mulheres que exercem a mesma função.


Sobre a Pilkington

Fundada em 1826, a inglesa Pilkington tornou-se líder mundial na fabricação de vidros. Em 2006, a Pilkington foi adquirida pelo NSG Group, que pertence ao Grupo Sumitomo. A empresa está presente em 28 países com fábricas e comercializa para 150. No mundo, emprega cerca de 27 mil pessoas e a unidade brasileira conta mais de um mil colaboradores.

A Pilkington possui mais de 1,5 mil clientes lojistas pelo Brasil, 14 unidades de distribuição e sete plantas automotivas no país. A Rede de Serviços Pilkington conta com mais de 20 lojas, que podem ser encontradas em São Paulo (SP) com quatro unidades (Zona Norte, Zona Sul, Zona Leste e Zona Oeste); Guarulhos (SP); Osasco (SP); Campinas (SP); Santos (SP); Sorocaba (SP); São Bernardo do Campo (SP); São José do Rio Preto (SP); Porto Alegre (RS); São José (SC); Curitiba (PR); Londrina (PR); Rio de Janeiro (RJ); Belo Horizonte (MG); Goiânia (GO); Maceió (AL); Recife (PE); Salvador (BA) e Fortaleza (CE).

Saiba mais: http://www.lojaspilkington.com.br
Para mais informações sobre a Pilkington, solicitação de materiais, fotos e agendamento de entrevistas, fale com assessoria de imprensa, Alma Gestão:

Fernanda Cotrim (11) 98605.4095 – almagestaomkt@gmail.com
Mayra Reis (11) 99834.7534 – mayra.reis@almagestao.com.br
 

É NOIS NA FITA EXIBE CURTAS REALIZADOS EM 2018 E ABRE INSCRIÇÕES PARA 2019



* mostra acontece no dia 09/03, sábado, às 10h, no Cinearte, com entrada gratuita

*presença da idealizadora do projeto, a diretora e atriz Eliana Fonseca, e da editora Cristina Amaral, homenageada especial do evento

Acontece no sábado, 09/03, às 10h, no Cinearte (Conjunto Nacional), a mostra de encerramento da 5ª edição do projeto É NÓIS NA FITA - Curso Gratuito de Cinema, dirigido a jovens de 15 a 20 anos.

No evento, serão exibidos 10 curtas que foram realizados pelos alunos que participaram do projeto em 2018. A sessão conta ainda com a presença da montadora e curadora Cristina Amaral, parceira histórica de diretores icônicos do cinema paulista, como Carlos Reichenbach e Andrea Tonacci.

O curso foi idealizado e tem a coordenação pedagógica de Eliana Fonseca, que é atriz, diretora e roteirista; graduada em cinema pela ECA-USP e em teatro pela EAD.

Conhecida do público pelo seu trabalho como atriz em TV (Ra-Tim-Bum - TV Cultura; novelas, programas de humor etc), Eliana dirigiu 4 longas e 5 curtas-metragens, esses últimos premiados no Brasil e exterior.

Inscrições abertas para 2019

Com patrocínio do Bradesco desde a 1ª edição, o projeto É NÓIS NA FITA - Curso de Gratuito Cinema chega agora a sua 6ª edição.

O primeiro curso de 2019 será realizado na EMEF Prof. Antonio Duarte de Almeida, na Zona Leste da capital paulista. As inscrições para a seleção dos candidatos já estão abertas e podem ser feitas até 23 de março. Serão 25 vagas para jovens entre 15 e 20 anos. As aulas irão de 13 de abril a 16 de junho, aos sábados e domingos, das 9h às 18h.

Ao longo de 9 finais de semana, os alunos entram em contato com todas as etapas da criação e produção audiovisual – roteiro, direção, fotografia, arte, som, edição e finalização – com profissionais e professores das melhores faculdades de audiovisual de São Paulo. E ainda produzem 2 curtas-metragens.

A carga horária do curso é dividida entre teoria e prática, mas o ápice do processo, segundo os próprios alunos, são os dias de gravação do curta. Eliana acredita que o processo de ver uma ideia sair da cabeça para o papel, do papel para o set e do set para a tela é extremamente gratificante e rico em experiências tanto no nível artístico como no pessoal.

Quem concorda com isso são os 125 alunos da 5ª edição do projeto, que em 09 de março se encontrarão no Cinearte (Av. Paulista, 2073) para a exibição dos 10 curtas produzidos por eles em 2018. Este, aliás, é outro ponto alto que o É NÓIS NA FITA proporciona: a oportunidade de ver os filmes numa sala profissional de cinema, com toda qualidade de som e em tela grande!

Desde sua 1ª edição, o projeto já atendeu 600 jovens alunos, responsáveis pela realização de 50 curtas-metragens. Destes, uma série de títulos foi exibida em festivais do Brasil e do mundo – alguns deles tendo sido premiados. Entre os festivais, destacam-se: Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo, Cine Tornado (Curitiba), Cine Inclusão (São Paulo), In Short Film Festival (Londres,UK), Mostra Ecofalante (São Paulo) e Festival Visões Periféricas (Rio de Janeiro).

Em 2019, o projeto será realizado nas 5 regiões da cidade de São Paulo.

Já estão abertas inscrições para o Curso 1, na EMEF Antonio Duarte de Almeida (Zona Leste). Ainda em março, serão abertas as inscrições para o Curso 2, na Escola da Cidade (Centro), e para o Curso 3, a ser realizado na Zona Sul da capital, em local ainda a confirmar.

É NÓIS NA FITA – Curso Gratuito de Cinema 2019
Inscrições pelo site www.enoisnafita.com.br
Candidatos devem ter de 15 a 20 anos.
1º Curso 2019: EMEF Prof. Antonio Duarte de Almeida
Rua Trevo de Santa Maria, 01 – Itaquera – São Paulo/SP
Aulas de 13 de abril a 16 de junho, sábados e domingos das 9h às 18h.
Inscrições abertas até 23/03.

www.enoisnafita.com.br
www.vimeo.com/enoisnafita
www.facebook.com/enoisnafitacurso
Patrocínio Master do Banco Bradesco.



É NÓIS NA FITA - MOSTRA DE ENCERRAMENTO 2018
9 de março - sábado, às 10h
Cinearte - Conjunto Nacional
Av. Paulista, 2073
Entrada Gratuita
Convidada especial: Cristina Amaral, montadora.

SINOPSES DOS 10 CURTAS REALIZADOS PELOS ALUNOS EM 2018:



CURTAS REALIZADOS NO CURSO 1 - FÁBRICA DE CULTURA BRASILÂNDIA

MENINO PIPA
Menino Pipa conta a história de um grupo de jovens da Brasilândia que começa a fazer intervenções artísticas nos muros do bairro. As suas ações têm como objetivo protestar contra o genocídio da juventude negra e periférica.

DAREN
Daren, uma criança de apenas 10 anos, vê sua vida mudar completamente quando é obrigado a deixar seu pai e sua terra para viver em outro lugar. Sem entender esse novo mundo, Daren busca manter o que resta de suas raízes africanas.

CURTAS REALIZADOS NO CURSO 2 – ESCOLA DA CIDADE

MAKI
Morando no centro de São Paulo, Maki, um jovem universitário, vive em uma estabilidade aparente. Após um novo morador mudar para seu andar, algumas inquietações aparecem na mente de Maki.

PRESTES
O curta-metragem sobe as escadas do Edifício Prestes Maia junto com Madalena, uma empregada doméstica que mora na ocupação há anos. Seu percurso traz encontros e revela uma íntima relação com o lar, a beleza do cotidiano e a dura decisão de partir ou ficar.

CURTAS REALIZADOS NO CURSO 3 – TENDAL DA LAPA

BETA
Eles acordam. Eles pintam. Eles dormem. Eles acordam. Eles pintam. Eles dormem. Eles acordam. Eles pintam. Ele vê...

TEREZA
Tereza é uma senhora que tem demência senil e vive com seu cuidador. A única coisa que ilumina e dá sentido a sua vida é o cinema. Mas isso também pode representar uma ameaça.

CURTAS REALIZADOS NO CURSO 4 – FÁBRICA DE CULTURA CAPÃO REDONDO

QUANTO CUSTA?
Ricardo, ávido pela ascensão profissional, se submete a um árduo e vicioso ciclo de trabalho. O cansaço e a solidão são suas únicas companhias. No entanto, seu estilo de vida é colocado em cheque depois de um determinado encontro. Quanto custa a verdadeira felicidade?

DENTE DE LEÃO
Marlon é um menino de 17 anos, que segue sua rotina normalmente. Ao decorrer do dia, ele passa por situações inesperadas, mas não reage a elas. Ao fim do dia, Marlon descobre o motivo de sua apatia.

CURTAS REALIZADOS NO CURSO 5 – CFC CIDADE TIRADENTES

TUDO POR DINHEIRO
Tudo por Dinheiro conta a história de uma garota de programa da Zona Leste de São Paulo que tem a chance de mudar de vida, mas se depara com uma realidade diferente da que havia imaginado.

DISUTOPIA
Em um mundo onde as emoções são censuradas, uma jovem busca um meio de se libertar das diretrizes impostas pela sociedade.

Mais informações
ASSESSORIA DE IMPRENSA:
ATTi Comunicação e Ideias - Valéria Blanco e Eliz Ferreira
(11) 3729-1456 / 99105-0441
valeria@atticomunicacao.com.br | eliz@atticomunicacao.com.br

COORDENAÇÃO É NÓIS NA FITA: leonardo@inbrasilcultural.com.br

sábado, 2 de março de 2019

Um paciente com Alzheimer avançado precisa ser monitorado constantemente?

Imagem Pixabay License
Grátis para uso comercial
Atribuição não requerida


Fonte - REDAÇÃO:  CUIDADOS PELA VIDA / ATUALIZADO 
EM 02/04/2018 

Pacientes com Alzheimer avançado precisam ser monitorados constantemente, pois nesta fase da doença a autonomia é praticamente inexistente. Existe a necessidade de um acompanhante em tempo integral para ajudá-lo a fazer todas as suas necessidades, seja um familiar ou um profissional com experiência nos cuidados de pessoas com essa condição.

“Em quadros de Alzheimer avançado há perda total de autonomia, o que leva o paciente à dependência de cuidados intensivos e monitoramento permanentes. Esse contexto apresenta potenciais riscos para o paciente e desgastes para família e cuidadores. Por isso, é necessário um acompanhamento profissional especializado a cada 3 ou 4 meses, em média, para promover melhora da qualidade de vida de todos os envolvidos, com otimização da funcionalidade e grau máximo de conforto”, aponta a geriatra Aline Bandeira.

Sintomas e prejuízos do Alzheimer em estágio avançado

Segundo a médica, aproximadamente 21% dos portadores de Alzheimer encontram-se na fase grave da doença, caracterizada, principalmente, por prejuízo gravíssimo da memória, incluindo dificuldade acentuada na recuperação de informações antigas, como reconhecimento de pessoas e locais conhecidos, o que resulta até mesmo em limitações para se orientar e locomover dentro de casa.

Inúmeras complicações podem ocorrer nessa fase, segundo a especialista, caso não haja monitoramento constante. “Podemos citar: quedas, pela piora do controle motor com um consequente maior risco para fraturas; imobilidade com deformidades permanentes; infecção urinária; desnutrição; lesões cutâneas por pressão (antigamente denominadas escaras); e alterações comportamentais que podem colocar em risco a integridade física do paciente e de terceiros”.

Cuidados necessários com os pacientes com Alzheimer avançado

Conforme indica a geriatra, cuidadores de pacientes com Alzheimer avançado precisam ter atenção em uma série de coisas, como por exemplo: seguir com rigor doses e horários das medicações prescritas; comunicar ao médico responsável alterações ou reações não esperadas para possíveis ajustes; e valorizar as emoções do paciente, pois, mesmo em fases avançadas, a capacidade de transmitir e perceber emoções está frequentemente mantida, fenômeno conhecido como preservação afetiva.

Aline Ferreira Bandeira de Melo é graduada em medicina pela Universidade Federal de Goiás, possui residência em geriatria pela Universidade Federal de São Paulo e título de especialista em geriatria pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia. CRM-GO: 12235

sexta-feira, 1 de março de 2019

11º IN-EDIT BRASIL_FESTIVAL INTERNACIONAL DO DOCUMENTÁRIO MUSICAL INSCRIÇÕES PRORROGADAS ATÉ 15/03


Foram prorrogadas até 15/03 as inscrições para a 11ª edição do In-Edit Brasil - Festival Internacional do Documentário Musical, que acontece de 12 a 23 de junho em São Paulo.

Serão aceitos documentários de produção (ou coprodução) brasileira inéditas no circuito comercial, que tenham a música como elemento central, não importando o gênero ou a época, nas categorias: Competição Nacional, Mostra Brasil e Curta um Som.

Todos os filmes selecionados para a Competição Nacional concorrem ao prêmio "In-Edit Brasil de Melhor Documentário Musical". O filme vencedor, que será definido por um júri composto por especialistas (cineastas, músicos, produtores, jornalistas), será exibido no Festival In-Edit de Barcelona 2019, com a presença do diretor.

O In-Edit Brasil tem como principal objetivo fomentar a produção e a difusão de filmes documentários que tenham a música como elemento integrador. O Festival nasceu em Barcelona em 2003 e hoje é realizado em diversos países como Espanha, Chile, Grécia, Peru e Colômbia. No Brasil, o evento acontece desde 2009.

O regulamento, formulário de inscrição e outras informações estão disponíveis no site: http://br.in-edit.org/









Serviço:

Inscrições Prorrogadas – até 15/03

In-Edit Brasil - 11º Festival Internacional do Documentário Musical



Atendimento à Imprensa:

ATTi Comunicação e Ideias – Eliz Ferreira e Valéria Blanco

(11) 3729.1456 / 3729.1455 / 9 9105.0441
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...