segunda-feira, 16 de abril de 2012

16 de abril Dia Mundial da Voz




Um Lord inglês. Era assim que meus olhos de criança viam aquele tio famoso, elegante. Olhou para mim e deu um sorriso. Ah, até hoje eu lembro daqueles olhos expressivos, aliás marca de família. Sabe aquele olhar que dá vontade de mergulhar dentro? Assim eram os Cozzi, os irmãos.

Um homem incrível dizia Nora Ney, muito humano. Que simpatia dizia a espevitada Rosita Gonçalez! Nossa fui muito amiga dele, falava com doçura Zezé Gonzaga. Ajudou muita gente na época da ditadura falava a rainha do baião Carmélia Alves.E que alegria ele transmitia completava Elen de Lima.Eram as “meninas”, as Cantoras do Rádio, numa época em que me aventurei na produção de eventos artísticos. Soube muitas histórias bonitas de meu tio através delas.

Encontrei com ele apenas desta vez, ele morava no Rio e eu em São Paulo, mas tenho boas lembranças desse nosso único encontro, num dia triste, pois era a despedida de meu avô paterno. Mas mesmo em meio a dor da partida ele conseguiu dar aquele sorriso. Realmente um homem marcante: Meu tio Oduvaldo Cozzi.
  
Hoje Dia Mundial da Voz presto minha homenagem a ele.




Oduvaldo  Cozzi foi um grande locutor esportivo do rádio brasileiro, nas décadas de 40, 50,60. Em 1938, Uduvaldo foi para Porto Alegre. Ele era considerado o locutor lírico, que era assim chamado por ter uma maneira mais lenta e macia de falar e transmitir as partidas. Ele assumiu a direção da Rádio Sociedade Gaúcha. Os gaúchos consideraram que Oduvaldo revolucionou as estruturas das transmissões esportivas no sul.Ele era capaz de falar por duas horas seguidas, sem dizer bobagens.Ajeitava a voz no céu da boca e conseguia musicalidade própria, muito pessoal. Além disso era muito criativo e dizia frases diferentes. No final de 40, transferiu-se da Rádio Nacional para a Rádio Mayrink Veiga. Em ambas as emissoras obteve muito sucesso.

Em 1947, quando a transmissão de futebol vira uma febre, Oduvaldo Cozzi é considerado o melhor. Todos os demais procuram imitá-lo, sem conseguir.Ele é considerado único. E, além das locuções esportivas, era aproveitado em outros programas, sendo que foi ele que deu ao cantor Orlando Silva, o codinome de: "O Cantor das Multidões".

Em 1954 quando pela primeira vez a Copa do Mundo foi televisionado da Suiça para toda a Europa, Oduvaldo Cozzi fez sucesso, embora tenha transmitido pelo rádio, mas levando a emoção para a narrativa.O Brasil todo o acompanhou e  elogiou. Oduvaldo Cozzi . Ele estava na Rádio Guanabara, do Rio de Janeiro. Hoje Oduvaldo Cozzi é nome de um viaduto na cidade do Rio de Janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!

Fique mais um pouquinho e aproveite:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tem mais gente ....