Havia na minha rua

Havia
na minha rua
uma árvore triste.

Quebrou-a o vento.

Ficou tombada
dias e dias
sem um lamento.

Assim fiquei quando partiste.

Saul Dias (1902 - 1983)

Pra vc, meu pai.

Comentários

Postagens mais visitadas