O descarte correto de aerossóis

FRAMAG - Publicado em 18 de Dezembro de 2012
Lata de aerossol

As latas de aerossol estão muito presentes na vida da população mundial e empresas que utilizam este tipo de embalagem na produção de inseticidas, desodorantes, medicamentos, entre outros. Somente no Brasil, o consumo aproximado deste produto é de 415 milhões de aerossóis, sendo que apenas 1% deste total segue para o seu destino correto que é a reciclagem.

As embalagens de aerossol, assim como outros produtos – pilhas, lâmpadas fluorescentes, tintas e restos de produto de limpeza –, possuem elementos químicos perigosos, como o zinco, chumbo, manganês, cádmio, níquel e mercúrio, que podem trazer riscos para a saúde do ser humano, além de contaminar o meio ambiente.

Por conta disso, a população que consome as embalagens de aerossol e grandes empresas fabricantes, que devem se preocupar com a logística reversa – uma das determinações da Política Nacional de Resíduos Sólidos -, precisam saber que a reciclagem é mesmo a melhor alternativa para evitar problemas como estes. Mas antes de enviar estes produtos para as cooperativas e empresas especializadas na descaracterização dos aerossóis, como a Dinâmica Ambiental, é preciso tomar alguns cuidados na hora do descarte:
Certifique-se de que a embalagem está completamente vazia;
De maneira alguma fure ou amasse as latas, pois dentro da embalagem existem elementos químicos perigosos, que além de altamente contaminantes, também são inflamáveis;
Se houver coleta seletiva na sua cidade, separe a lata das tampas de plástico, caso contrário, apenas separe este resíduo do lixo orgânico.



Perigos para a saúde

Quando as embalagens chegam às empresas especializadas na reciclagem de aerossóis ou em cooperativas, a principal preocupação é para com a saúde e segurança dos funcionários que trabalharam neste processo.

Pensando nisso, algumas empresas já operam com máquinas que furam as latas para retirar as substâncias químicas presentes no seu interior, desta maneira, evitando que os trabalhadores tenham doenças graves como irritações de pele, danos no sistema respiratório, perda de memória, distúrbios digestivos, tremores musculares e alterações no metabolismo, todas provocadas pelo mercúrio e o chumbo.
Descarte corretamente!

Se no seu bairro não existe coleta seletiva, você pode obter mais informações sobre locais onde descartar as embalagens de aerossol no site do Ecycle ou com a Dinâmica Ambiental, pelo telefone (11) 4056-3365 ou por e-mail (dinamica@dinamicambiental.com.br).


Comentários

Postagens mais visitadas