terça-feira, 23 de setembro de 2014

Você quer ser igual a quem?

Fonte: Ser Sustentável
A escola dos bichos

28032-Chicken-kitten-and-bunny-rabbits-white-background
Conta-se que vários bichos decidiram fundar uma escola. Para isso reuniram-se e começaram a escolher as disciplinas.
O pássaro insistiu para que houvesse aulas de voo.

O esquilo achou que a subida perpendicular em árvores era fundamental. E o coelho queria de qualquer jeito que a corrida fosse incluída. E assim foi feito, incluíram tudo, mas... cometeram um grande erro: insistiram para que todos os bichos praticassem todos os cursos oferecidos.

O coelho foi magnífico na corrida, ninguém corria como ele, mas queriam ensiná-lo a voar. Colocaram-no numa árvore e disseram: "voe, coelho". Ele saltou lá de cima e "pluft"... coitadinho! Quebrou as pernas e se machucou todo. Não aprendeu a voar e acabou sem poder correr também.

O pássaro voava como nenhum outro, mas o obrigaram a cavar buracos como uma topeira. Quebrou o bico e as asas e, por isso, não conseguiu mais voar tão bem, nem mais cavar buracos.
Fortifique suas Habilidades

É necessário que você recolheça e fortaleça suas próprias qualidades, sem tentar atribuí-las a ninguém.

Todos nós somos diferentes uns dos outros e cada um tem uma ou mais qualidades próprias. Não podemos exigir ou forçar para que as outras pessoas sejam parecidas conosco ou tenham nossas qualidades. Se assim agirmos, acabaremos fazendo com que elas sofram e, no final, elas poderão não ser o que queríamos que fossem e ainda pior, elas poderão não mais fazer o que faziam bem feito antes.

Da mesma forma, não tente fazer o que os outros fazem só para se comparar a eles, pois você vai “quebrar suas asas” e deixar para traz aquelas suas qualidades que são só suas.

Profissionalmente, por exemplo, tenho habilidades para falar em público ou criar peças publicitárias, mas não tenho grandes habilidades com assuntos contábeis ou fiscais - o que sei é porque fui obrigado por ser empresário. Na vida pessoal, modéstia a parte, cozinho bem. Mas não me peça para dançar…

Abraços sustentáveis.
Marcio Zeppelini

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!

Fique mais um pouquinho e aproveite:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tem mais gente ....