quinta-feira, 21 de junho de 2012

O edifício em que você vive ou trabalha pode estar doente e fazendo mal para sua saúde

Mais um post esclarecedor do Coletivo Verde
21 de junho de 2012 | Nas Categorias: Dia a Dia Sustentável | Por: Carine Nath

A falta de qualidade de vida dentro dos edifícios deu origem à Síndrome do Edifício Enfermo. Hoje, no Brasil, 30% dos edifícios apresentam a síndrome, expondo os seus moradores a respirarem um ar viciado, cheio de componentes químicos insalubres e mofo (ANAB, 2007).
A Síndrome do Edifício Enfermo (SEE) foi reconhecida pela Organização Mundial de Saúde desde 1982 e corresponde a um conjunto de sinais e sintomas originados pelos ambientes corporativos.
A má ventilação, existência de cargas iônicas e eletromagnéticas, partículas em suspensão, alteração de temperatura, gases e vapores de origem química e outros agentes estão entre os causadores da SEE identificados. O ambiente construído é grande gerador de emissões de poluentes em todo seu ciclo de vida.
Os poluentes do ar no interior dos edifícios afetam de forma muito negativa a vida das pessoas nas grandes cidades, principalmente das que trabalham em ambientes corporativos fechados e com pouca troca de ar. Seus efeitos sobre a saúde humana podem ser sérios, e os sintomas iniciais de contaminação são parecidos com um resfriado, por isso, são pouco detectados.

Como saber se um edifício está doente?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...