quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Radiestesia


De acordo com a física, tudo é vibração. 
A radiestesia pode ser definida como sensibilidade a radiações. 

Tudo irradia uma série de frequências com longitudes de ondas variáveis, o que confere a cada parte da matéria uma vibração especial ou específica. Está mais do que cientificamente comprovado que todos os corpos emitem radiações na forma de onda que nos rodeiam o tempo todo e de forma contínua quer seja o corpo físico, ou o nosso cérebro e demais sistema no nosso corpo. Essas impressões ficam registradas no nosso inconsciente. Quando entramos em sintonia com as ondas externas, o cérebro interpreta-as e manda a informação daí resultante para o inconsciente. Isso acontece na forma de ondas internas através da atividade neuromuscular, o que provoca a reação externa em forma de movimento nos instrumentos radiestésicos. 

Esta técnica era e ainda é, o método empregado no Feng Shui para buscar e avaliar campos energéticos com ou sem alterações telúricas, esta é dada ao ponto de encontro de dois cursos de água, sejam estes superficiais ou subterrâneos. Também é utilizada para analisar emanações energéticas e radioativas, poluição eletromagnética, emprego e uso das cores associadas aos elementos, ionização do ar e suas polarizações, fissuras geológicas e magnetismo, direções e opções, dando um diagnóstico do local.

Dessa forma, constatamos que os instrumentos radiestésicos funcionam como uma antena amplificadora do sinal emitido a partir do inconsciente que se encontra ligado às radiações/vibrações de todo o Universo. 

As respostas obtidas através desses instrumentos são então interpretadas, podendo ser utilizadas para diagnósticos médicos, prospecção de jazidas, localização de veios de água, minérios, pessoas e objetos perdidos dentre muitas outras coisas. 

Essa pesquisa só é possível quando o operador entra em sintonia ou ressonância com objetos ou anomalias pesquisados e o seu sistema neuromuscular. 

O sistema neuromuscular do operador emite impulsos involuntários que provocam movimentos nos instrumentos radiestésicos. Assim, o objeto da pesquisa se torna o transmissor, o cérebro do operador, o receptor, e o instrumento radiestésico, uma antena amplificadora, assim que funciona os equipamentos para radiestesia.

A radiestesia apenas detecta situações e diagnostica, não trata e não cura.

Mais: ilosa.terapias@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...